Páginas

Esta foi a maneira que encontrei de dividir com vocês minhas alegrias, emoções, meus anseios, dúvidas, questionamentos,.. enfim, dividir um pouco de mim, afinal, ser mulher, mãe e esposa, não é fácil e eu não vim com manual de instruções!

domingo, 14 de outubro de 2018

Primeiro pedaço de bolo e Cura da APLV

Essa semana fomos a alergista levar os resultados dos exames da Manuela.
Meu coração estava pequenininho, pois eu li um dos resultados e não estava normal... mas eu decidi não ficar pesquisando sobre no google, só perguntei pra uma amiga enfermeira se ela sabia do que se tratava, mas fora isso, nada mais!

A Dra começou a ler os resultados em silencio e depois foi explicando um por um.
Aquele que eu vi era um marcador de alergia respiratória (Rinite, sinusite,...), mas os outros, os alimentares estavam todos NORMAIS!

Conforme a dra ia falando, minha garganta ia apertando, meus olhos mareando e quando eu já não conseguia mais disfarçar, o Xuxu diz: esta chorando amor?
Pronto! Não consegui mais conter a emoção! Manuela veio me questionar e eu disse que era choro de alegria, então ela me abraçou <3  A medica ficou me olhando, sem entender nada rs Era a segunda consulta que estávamos indo.

Graças a Deus Manuela não tem mais nenhuma alergia alimentar e pode comer de tudo, sem se preocupar em ler rótulos, perguntar pra um adulto sobre os ingredientes e nem passar vontade de nada. Nada!

Eu e o Xuxu saímos radiantes do consultório, mas a Manuela não. Ela esta apreensiva e com medo. Disse que não queria parar de comer salada rs Tive que explicar a ela que não precisava mudar a forma que se alimenta, mas que a partir de agora, poderá acrescentar o alimento que quiser, sem preocupação alguma <3

Eu entendo sua preocupação. A vez que ficou internada por reação alérgica foi muito traumatizante pra ela e o medo de passar por aquilo outra vez, ainda esta latente dentro dela, mas aos poucos ela esta entendendo e assimilando sua nova condição e ontem experimentou seu primeiro pedaço de bolo "normal"de aniversário. Foi lindo vê-la comer! Cada colherada ela soltava; hum! Que delícia mãe! <3



Depois de hoje, de ver minha filha tão grata e feliz por comer um simples pedaço de bolo, refleti um pouco sobre como sou ingrata com minha vida e como trabalhar a gratidão é necessário! Temos tanto e valorizamos tão pouco... posso comer de tudo, tenho braços e pernas, caminho, falo, vejo, sinto,... quantas pessoas morreriam para ter o que tenho! E não digo de bens materiais não! Estou falando do básico mesmo sabe? 

Sempre sonhei com o dia em que minha filha estaria curada e finalmente, após 6 anos e 6 meses, essa cura chegou! 

Filha, que você tenha sabedoria para escolher os alimentos certos para seu organismo e que você seja tenha saúde em abundância! Te amo filha! Estou e sempre estarei ao seu lado.


Até mais povo!


Roberta
"nosso amor é como o vento: não posso ver, não posso tocar, mas posso sentir!"







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo! Deixe um recadinho. Adoro quando você comenta! =)